Morre baixista do Raimundos aos 57 anos ( Imagem; Divulgação)

O rock nacional passa por uma fase de luto esta semana com a morte do baixista da banda Raimundos, aos 57 anos. Afinal, a notícia do falecimento do músico Canisso surpreendeu e entristeceu os fãs da banda.

Quer saber mais sobre a morte do baixista do Raimundos? Então, confira o que se sabe sobre o assunto.

Morre baixista do Raimundos aos 57 anos 

Morre baixista do Raimundos aos 57 anos ( Imagem; Divulgação)
Canisso tinha 57 anos ( Imagem; Divulgação)

Em primeiro lugar, é bom dizer que Canisso, baixista do Raimundos, morreu aos 57 anos na última segunda-feira (13).

Publicidade

O comunicado foi feito pelo empresário da banda, Denis Porto. Dessa forma, com mais de 35 anos de carreira, o grupo de Brasília chegou a lançar nove álbuns de estúdio e emplacou hits nos anos 90 como:

  • “Eu Quero Ver o Oco”,
  • “Mulher de Fases” e
  • “A Mais Pedida”.

Acidente

Assim, vale destacar que, de acordo com mensagens que publicaram no perfil do músico no Facebook, José Henrique Campos Pereira,  nome real do músico, teve uma queda. Acontece que o tombo se deu em razão de um desmaio.

Vale destacar que o músico ainda chegou a ser socorrido e levado para o hospital, porém, não resistiu.

Causa da morte ainda em suspenso

Assim, tudo que se sabe até o momento é que Canisso morava em Santana de Parnaíba (SP) e foi levado para o Hospital Municipal Santa Ana, que fica na cidade. Acontece que até o momento, a causa da morte ainda não foi revelada.

A despedida do músico está programada para esta quarta-feira (15), no ginásio de vôlei de Barueri, e será aberto ao público das 10h às 16h.

Publicidade

Banda de sucesso

Nesse sentido, é bom lembrar que a banda ficou famosa por unir ritmos populares brasileiros com o peso do punk e do hardcore. Além disso, as letras irreverentes também deram o tom da banda que ficou famosa na voz de Rodolfo Abrantes.

Vale destacar que, após a conversão do vocalista ao evangelho, o guitarrista Digão assumiu os vocais a partir de 2001.

Por outro lado, é bom lembrar que o baixista aprendeu a tocar instrumentos e a trabalhar como roadie em Brasília, na década de 1980. Assim, durante um festival de música organizado em sua escola, em Brasília, ele conheceu Digão.

Em seguida, o guitarrista apresentou um amigo que já conhecia: era Rodolfo. Por outro lado, como eram fãs dos Ramones, eles começaram a tocar músicas da banda de punk na garagem de Digão.

“Eu tocava guitarra, mas sobrou o baixo”, revelou Canisso.

E foi assim, com essa formação, que ainda no final dos anos de 1980, o Raimundos começou a tocar em bares e festas na região de Brasília.

Em 2013, Canisso deu uma entrevista ao G1 sobre tocar no Lollapalooza e a nova fase da banda.

Publicidade

“Estou começando a ver como se estivesse completando um ciclo. A gente está conseguindo finalmente se desvencilhar do passado e virando uma realidade. Hoje, a gente não deve nada ao que aconteceu.”

Veja também: Robôs podem assumir 40% das tarefas domésticas no futuro – Babado Digital

Dessa forma, fica claro que a vida é mesmo uma caixinha de surpresas e devemos valorizar cada dia.

Continue navegando com a gente!