iphone 15 anos

Depois de 15 anos de iPhone, o que não falta na marca são histórias de sucesso. Afinal, a Apple de Steve Jobs que começou tímida, se tornou uma das mais caras e desejadas marcas de todo o mundo.

Dessa forma, quer saber de perto como tudo isso aconteceu? Então, saiba agora tudo sobre os 15 anos de iPhone. Confira!

Afinal, qual a história dos 15 anos de iPhone

iphone 15 anos
Steve Jobs revolucionou a história da telefonia móvel (Foto: Apple/Divulgação)
Em primeiro lugar, é importante destacar que, desde o lançamento do primeiro iPhone, Steve Jobs demonstrava convicção num produto absolutamente irresistível e com potencial revolucionário.

“Hoje, a Apple vai reinventar o telefone”, afirmou na época.

Publicidade

Isso porque, a base desta afirmação era a tecnologia multitouch, em que a tela sensível ao toque pode ser manuseada com vários dedos e sem depender de botões físicos.

Por conta disso, a Apple ditou as tendências no ramo de smartphones e influenciou todo mundo.

Para se destacar, a Apple não produziu as tecnologias de que dispõe o primeiro iPhone.

Isso porque, o produto contava com uma série de recursos criados há décadas e que evoluíram a partir do esforço de diversas empresas e instituições de pesquisa do ramo da tecnologia.

Por outro lado, o grande mérito da fabricante foi conseguir utilizar esses componentes em apenas um aparelho de forma inovadora.

Tela sensível ao toque

Dessa forma, a tecnologia da tela sensível ao toque, por exemplo, foi criada na década de 1960 por Eric Johnson, engenheiro da Royal Radar Establishment, uma instituição do governo britânico.

No entanto, com o passar dos anos, a capacidade de utilizar os dedos no display se desenvolveu ainda mais por estudos liderados pelo MIT.

Publicidade

Mas foi apenas a partir de 1998, que a companhia FingerWorks criou vários produtos com essa função.

Então, ela foi vendida pela primeira vez para a Apple em 2005.

Tela LCD

Além disso, outra tecnologia da época foi a tela de LCD.

Isso porque, embora os modelos recentes contem com o display OLED, chamada comercialmente de Super Retina XDR, as versões anteriores ao iPhone X já traziam a tela de cristal líquido.

Dessa forma, diferentemente de outros modelos da época como BlackBerry, Moto Q, Nokia 62 e Palm Treo, a marca Apple pensou de forma distinta.

Por isso, os produtos da empresa foram desenvolvidos numa lógica de ecossistema digital.

Ou seja, não é a toa que o iPhone integra iOS, iTunes e outros aplicativos nativos.

O primeiro aparelho no Brasil

Dessa forma, o primeiro modelo a desembarcar no Brasil foi o iPhone 3G, em 2008.

No entanto, hoje em dia, a Apple já lançou quase 40 variações do smartphone, que conquistaram uma legião de fãs.

Publicidade

Entre os mais recentes deles que você pode encontrar aqui no país desde setembro de 2022, na sede da companhia em Cupertino, temos:

  • iPhone 14,
  •  iPhone 14 Plus,
  • iPhone Pro e
  • o iPhone 14 Pro Max.

Veja também: Confira os carros dos jogadores convocados por Tite

Viu como ao longo de toda a história, a Apple conta com números impressionantes.?

Prova disso é que, segundo o atual CEO da empresa, Tim Cook, hoje em dia já existem mais de 1 bilhão de iPhones ativos em todo o mundo.

Continue navegando com a gente!